A Sociedade De Rose Advogados presta solidariedade ao advogado Ismael Santos Schmitt, agredido e algemado arbitrariamente por policiais militares enquanto aguardava visita a um cliente, no estacionamento da Cadeia Pública de Porto Alegre, no último dia 03 de junho. Além da abordagem violenta, Schmitt teve a credencial da ordem quebrada, sob alegação de não ser um documento válido.

Ricardo Breier, presidente da OAB/RS, a respeito do incidente, prestou essa oportuna declaração: “infelizmente ainda temos arbitrariedades desse tipo. É inadmissível que um advogado tenha a sua credencial quebrada. Já estamos tomando todas as providências para a responsabilização tanto na esfera administrativa quanto na esfera criminal. Aqueles que praticam autoritarismo contra a advocacia jamais ficarão impunes!

O advogado Ismael  Schmitt, após estacionar o seu veículo nas vagas destinadas à advocacia, se deslocou até o sargento plantonista para identificação e posterior ingresso na assistência jurídica ao seu cliente. No momento, foi relatado a ele que o setor de revistas, por onde deveria fazer o acesso à parte interna da cadeia para prestar a assistência ao apenado, estava fechado. O causídico retornou ao seu veículo para aguardar a abertura do setor, quando foi abordado agressivamente por parte dos policiais militares, que ignoraram a identificação profissional que é identidade para todos os efeitos civis do advogado, exigindo, ilegalmente, outro documento de identificação. O protesto do doutor Schmitt resultou na sua prisão arbitrária, na truculenta destruição da sua identidade e condução à Polícia Civil, para a lavratura do flagrante.

Foto: Lucas Pfeuffer/OAB-RS/Divulgação