No auditório da De Rose, Martins, Marques e Vione, na Rua Lopo Gonçalves, nº 663, no dia três de maio, foi realizada a reunião dos assessores jurídicos das cooperativas médicas Unimed no Estado do Rio Grande do Sul.

 Estiveram presentes os doutores Albano Teixeira (Unimed Planalto Médio); Ana Tomasetto (Unimed Vale das Antas);  Cândida Kuyava (Unimed Nordeste RS); Carlos Blum (Unimed Alto Uruguai); Cassiano Beck (Unimed Noroeste); Cláudia Schoffen (Unimed Missões); Carla Trucolo (Unimed Federação); Cristina Correa (Unimed Vale do Sinos); Christiano Nunes (Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo); Eduardo Lopes (Unimed Pelotas); Elton Ferner (Unimed Missões); Fernanda da Silva (Unimed Nordeste); Fernão Mohn (Unimed Vale do Caí); Flávio Rocha (Unimed Vale do Sinos); José Portella (Unimed Federação); José Scheis (Unimed Missões); Jhony Pereira (Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo); Larissa Leonardo (Unimed Litoral Sul); Luíza Mohn (Unimed Vale do Caí); Mario Bracini (Unimed Uruguaiana);Marcelo Barison (Unimed Federação); Marcelo Bender (Unimed Vale do Sinos); Marcelo Canabarro (Unimed Região da Fronteira); Mariana Machado (Unimed Nordeste); Neida Lima (Unimed Federação); Pedro Rebelato (Unimed Alto Jacuí); Sabrina Pezzi (Unimed Porto Alegre); Rodrigo Canabarro (Unimed Missões); Tânia Germann (Unimed Vale do Sinos); Tiago Imperatori (Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo) e Thiago Centurião (Unimed Santa Maria), além dos integrantes do Escritório anfitrião.

Foram sugeridas várias pautas para continuidade das reuniões que serão realizadas a cada dois meses, a contar da próxima que será excepcionalmente em sete de junho, no mesmo local. Foi enfatizada a necessidade de efetivação permanente desses eventos, dentro do dia sugerido (6ª feira), em princípio no mesmo local.

O doutor de Rose sugeriu e foi aceito o nome do doutor Flávio Rocha para coordenar esses eventos no que diz respeito aos trabalhos específicos dos gestores jurídicos internos de cada Unimed.

O doutor Paulo Martins apresentou as decisões do Conselho Nacional de Justiça naquilo que impactam diretamente o trabalho de defesa das cooperativas operadoras, sugerindo que as mesmas sejam enfatizadas nos processos correspondentes.

De Rose, ao final, agradeceu a presença, apontou as sugestões e procurará, como coordenador, prestigiar todos os temas apontados.