A Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (VTRP), através da sua assessoria jurídica prestada pelo escritório De Rose, Martins, Marques e Vione Advogados Associados, obteve importante vitória judicial junto ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS), em processo que discute responsabilidade civil por suposta demora na remoção hospitalar de um beneficiário.

No caso em questão, a parte autora alegou que teria havido suposta demora para ser transportada do Hospital em que se encontrava, no interior do Estado do Rio Grande do Sul, para um hospital de Porto Alegre. Alegando que correu risco de vida, por se tratar de caso de urgência, em que necessitava ser submetida a procedimento cirúrgico breve, requereu a condenação da Unimed VTRP em indenização de R$ 100.000,00 (cem mil reais), a título de danos morais.

Após a apresentação de provas periciais médica e testemunhal, sucedeu a sentença, em outubro de 2017, julgando improcedente a demanda, já que não foi configurada responsabilidade civil, tampouco a ocorrência de qualquer falha/demora no serviço prestado.

Em face da sentença, a parte autora recorreu para o Tribunal de Justiça gaúcho, sendo o recurso desprovido, com a manutenção da sentença em sua integralidade. Atuou no processo o dr. Bernardo Franke Dahinten.