Com pesar, comunicamos o falecimento do arquiteto e urbanista Moacyr Moojen Marques, cliente da De Rose, Martins, Marques e Vione – Advogados Associados. Um dos principais nomes da Arquitetura do Estado, faleceu na sexta-feira, 11 de outubro, aos 89 anos de idade.

Autor de projetos que fazem parte da história de Porto Alegre e região, entre os principais trabalhos destacam-se o Auditório Araújo Viana, a Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), em Canoas (com Fayet, Cláudio Araújo e Miguel Alves Pereira), o Terminal Almirante Soares Dutra (com Fayet e Araújo); e o plano-piloto para o Parque Estadual de Itapuã. Moojen também foi funcionário da Prefeitura de Porto Alegre, tendo integrado a equipe que realizou o Plano Diretor de 1959, aprovado em 1961.

Conheci o professor Moacyr Moojen Marques quando eu estava no Colégio, 50 anos atrás, e ele nos veio falar sobre o recém construído Araújo Vianna. Aprendi, a partir dali, a valorizar a Arquitetura, suas grandes obras e os seus destacados profissionais, algo que vejo ser destacado em qualquer lugar do mundo, mas que infelizmente, neste país de notáveis arquitetos, ainda não é tão valorizado quanto deveria. Quando o recebi em nosso Escritório, foi um prazer conversar com uma pessoa tão lúcida e com tanta capacidade de explicar, para leigos, seu trabalho e sua arte”,  relembra Marco Túlio de Rose.

A equipe do De Rose Advogados lamenta a perda e se solidariza com os familiares e amigos, em especial com o arquiteto Sérgio Moacir Marques, filho de Moojen e sócio do escritório Moojen e Marques Arquitetos.