Foi convocado pela Corte de Assise, de Roma, o depoimento do o juiz aposentado e exmilitante
na Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), João Carlos Bona Garcia, que poderia
viabilizar a última condenação por violação aos Direitos Humanos durante a Ditadura Militar
no Brasil– período que vai de 1964 a 1988, no qual o Brasil foi governado por generais,
impostos de forma ditatorial pelas Forças Armadas; os direitos políticos estavam suspensos,
prefeitos, governadores e presidente não eram eleitos e os atos do governo não se
submetiam ao Poder Judiciário; as liberdades democráticas e civis foram comprometidas e
houve mais de 450 assassinatos políticos. O depoimento estava marcado para 26/03/2021,
porém Bona Garcia faleceu no dia 13/03/2021, vítima da Covid-19.

Leia na íntegra: